ESTRÉIAS NOS CINEMAS

A MÚMIA 3 : A Tumba do Imperador Dragão
(The Mummy: Tomb of the Dragon Emperor)
Direção: Rob Cohen
Elenco: Brendan Fraser, Jet Li, Michelle Yeoh, Maria Bello, Luke Ford
Sinopse: Desta vez, Rick OConnell, o aventureiro, terá que interromper os planos de dominação mundial do Imperador Qin Shihuang, que espera o momento de acordar seu vasto exército, os famosos Guerreiros de Xian, enfeitiçados por uma maldição secular lançada por uma feiiceira vingativa.

Notas da Crítica:
Cristiano Rilton, SET: 5,5/10
Pedro Butcher, Folha Ilustrada: 2/4
Alysson Oliveira, Cineweb: 2/5
Marcelo Hessel, Omelete: 2/5

Marcus Vinícius de Medeiros, Almanaque Virtual: 2/5
Pablo Villaça, Cinema em Cena: 2/5
Thiago Siqueira, Cinema com Rapadura: 3/10
Bruno Saito, Guia da Folha: 1/4
Christian Petermann, Guia da Folha: 1/4
Marina Person, Guia da Folha: 1/4
Pedro Butcher, Guia da Folha: 1/4
Suzana Amaral, Guia da Folha: 1/4
Amir Labaki, Guia da Folha: 0/4



O Verdadeiro Amor
(Sweet Land, EUA, 2008)
Direção: Ali Selim
Elenco: Elizabeth Reaser, Lois Smith, Patrick Heusinger, Stephen Pelinski, Tim Guinee, Robert Hogan, Alan Cumming
Sinopse: Inge é uma alemã determinada que veio a Minnesota para consolidar seu casamento arranjado com Olaf, um discreto fazendeiro, imigrante norueguês. Mas num mundo pós-Primeira Guerra, o clima anti-alemão está fortemente presente e o pastor local proíbe abertamente o casamento dos dois. Apesar de todos os obstáculos e desaprovações, Inge e Olaf se apaixonam perdidamente. Porém, quando o banqueiro local tenta tomar a fazenda de um amigo de Olaf - Frandsden -, Olaf faz de tudo para impedi-lo... e acaba unindo toda a comunidade ao redor do jovem casal, aceitando Inge independentemente de suas origens.

Notas da Crítica:
Neusa Barbosa, Cineweb: 4/5
Celso Machado, Almanaque Virtual: 3/5

Erico Fuks, SET: 4,5/10


QUANDO ESTOU AMANDO
(Quand j’étais chanteur, França, 2006).
Direção: Xavier Giannoli.
Elenco: Gerard Depardieu, Cécile De France, Mathieu Amalric.
Sinopse: Cantor de bailes na meia-idade tem sua vida alterada ao conhecer uma jovem corretora de seguros.

Notas da Crítica:
Erico Borgo, Omelete: 4/5
Alysson Oliveira, Cineweb: 3/5

Celso Sabadin, Revista de Cinema: 3/5



Meu Irmão é Filho Único
(Mio Fratello è Figlio Unico, Itália, França, 2007)
Direção:
Daniele Luchetti
Elenco:
Elio Germano, Riccardo Scamarcio, Angela Finocchiaro, Massimo Popolizio, Alba Rohrwacher, Luca Zingaretti, Anna Bonaiuto, Diane Fleri, Ascanio Celestini, Vittorio Emanuele Propizio, Claudio Botosso, Antonino Bruschetta
Sinopse: Entre os anos de 1960 e 1970, numa cidadezinha italiana, dois irmãos tentam mudar o mundo - mas cada um de uma maneira muito diferente. O mais velho, Manrico (Riccardo Scarmaccio), é um rapaz bonito e carismático incitador que se torna o membro mais ativo no partido comunista local. Accio (Elio Germano), o caçula, é revoltoso e se faz ouvir no reacionário partido fascista. Os irmãos se tornam rivais, e não apenas no plano político. Mas também quando Accio percebe que está apaixonado por Francesca (Diane Fleri), justamente a namorada do irmão. E ela, como todas as outras pessoas, está seduzida pelas perigosas idéias de Manrico.

Nenhum comentário: